japão

6 posts

Love you Pikachu

Pikachu, o mais famoso Pokémon, virou um ícone pop. O saudoso Nico Nicolaiewsky, do Tangos e Tragédias, tinha um Pikachu no piano.

E daí eu me pergunto: como eu, que adoro bonecos e personagens japoneses (Koki é uma inspiração japonesa) nunca tinha feito um Pikachu? Falta de tempo, planejamento ou preguiça mesmo. E o Pikachu de crochê surgiu por acaso. Já tinha separado as linhas para o boneco e pretendia fazer entre uma encomenda e outra. Foi então que meu marido acordou doente e levei-o ao hospital. Ele não tinha nada grave, mas teria que passar o dia internado tomando soro. Foi só chegar no quarto, instalar o doente e  ir em casa buscar as linhas que já estavam separadas. Conclusão: Pikachu surgiu no hospital de São Sebastião do Caí.

pikachu1

Quer um? Tem aqui http://loja.koki.com.br/pd-cc399-pikachu-de-croche.html?ct=&p=1&s=1.

A gatinha japonesa que é sucesso na web

gatinha

Uma história fofa que inclui uma gatinha e suas roupas de crochê:

Gatinha fica famosa na web após usar roupa de crochê para tratar lesão
por ÉRIKA KOKAY

Com uma história comovente, a gatinha Wasabi-chan é a sensação do momento na internet japonesa. Ficou conhecida no Twitter e no Instagram, depois que seu novo dono passou a publicar fotos das roupas fofas – porém um tanto desconfortáveis – do animal. Não, não é maldade. Há uma razão muito justificável por trás da vestimenta.
Eis a história: no último dia 2 de junho, a gata sobreviveu a um ataque de corvo. Foi resgatada logo depois por um homem que passava no local e levada a um hospital veterinário. Como as lesões incluíam uma fratura na mandíbula superior e a língua rasgada, foi necessário o uso de um cateter para a alimentação. Wasabi-chan, é claro, mexia no tubo o tempo todo.

Para impedir que ela tirasse o cateter de alimentação de sua boca, o novo “papai” passou a vestir a gatinha com roupas de crochê que limitavam seus movimentos. A estratégia não só deixou o bichinho incrivelmente fofo, como o ajudou a receber a nutrição necessária para se curar direitinho. O que é aquela roupinha de cogumelo, hein?
O salvador e novo dono de Wasabi-Chan tem documentado seu processo de recuperação no perfil @jessiepon do Twitter, onde já tem mais de 65 mil seguidores, e no @shimejiwasabi do Instagram, com mais de 15 mil fãs. Hoje, a gatinha passa muito bem.

Árabes, japonesas e libanesas: o mundo do crochê no Instagram

Adoro o Instagram e uso muito para divulgar as fotos da Koki. Meu perfil é @raquelmedeiros2012 (é público, qualquer um pode seguir) e sempre que fotografo produtos da japa coloco a hashtag #croche e aparece aqui ao lado do blog.

Mas uma das coisas mais legais do Instagram não é publicar fotos dos produtos e divulgar a Koki. É saber que o crochê é paixão de muita gente ao redor do mundo e interagir com essas pessoas, que moram em locais como Japão, Líbano, Tailândia e outros países que estão bem longe do nosso. Quase todos os dias pesquiso a hashtag #crochet e curto fotos de peças em crochê bem interessantes. Se a pessoa tem muitas fotos sobre crochê, sigo o perfil também. A consequência disso é que essas crocheteiras vão ver quem curtiu suas fotos e curtem também as minhas fotos. Quando posto alguma foto no final da noite, logo depois as pessoas que moram no Brasil curtem a foto. Mas quando acordo vejo as curtidas do resto do mundo, que vão chegando durante a madrugada.

Através do Instagram descobri que existem mais pessoas apaixonadas por crochê e isso é mágico.

Para verem como é legal, fiz agora uma busca no Statigram (o Instagram não permite pesquisa no computador, só no smartphone) com a hashtag #crochet e vejam que interessante o resultado:

E você, curte o Instagram também?

Playground de crochê

Encontrei essa primeira imagem no Facebook de uma amiga crocheteira e fui ver se era de verdade. Descobri que é uma exposição permanente da artista Toshiko Horiuchi Macadam dentro doHakone Open Air Museum, no Japão. O que mais impressiona é que tudo foi feito manualmente. Viram porque a Koki é japonesa? Isso é DNA! ;D

Power duo do mundo do crochê

Hoje recebi pelo Twitter uma dica muito fofa do @madamevoila: um vídeo de uma dupla de músicos de crochê, a U900, formada por um coelho e um urso, ambos de crochê e japoneses (mas cantam em inglês também). Eles são bem famosos, têm até página no MySpace. Verdadeiros astros do mundo do crochê!