Foco na fofura

Uma das clientes da Koki é a Débora Fontes, fotógrafa de Belo Horizonte que faz imagens lindas com luz natural. No site www.deborafontes.com há várias fotos com toucas da japonesa e algumas estão abaixo para vocês conhecerem o trabalho da Débora. E também para ver como as crianças ficam fofas com as toucas de bichinhos.

© Débora Fontes 2012 - Todos os direitos reservados deb2 © Débora Fontes 2013 - Todos os direitos reservados deb4

No final de semana entra em produção mais uma leva de touquinhas para enfeitar os babys da fotógrafa. E em breve novas fotinhos como essas estarão no blog.

Link para touca de gatinha:http://loja.koki.com.br/pd-2db26-touca-de-gata-inverno.html?ct=29ec2&p=2&s=1

Link para touca de pintinho: http://loja.koki.com.br/pd-3294d-touca-de-pintinho-verao.html?ct=29ec2&p=2&s=1

Um Amineko para chamar de seu

Sempre que saio levo o Amineko comigo dentro de um saquinho (sim, preciso de uma maletinha). É só achar um lugar legal e tirar fotos. Quando viajei no carnaval sempre tinha uma hora que dizia “Agora vou ver umas locações para o book do Amineko” e saía como uma criança com meu gato de crochê na mão. As pessoas olham estranho, mas no fundo devem é morrer de inveja do meu bichinho, que voltou da viagem cheirando a Sundown.

Pensando que mais gente poderia querer o Amineko, coloquei à venda sob encomenda na loja da Koki.

aminekovendaOlhem só os Aminekos que já saíram do ateliê da japonesa:

O azul é lindo!
aminekoazul

Gêmeos!
aminekogemeos

Black is beautiful.
aminekoblack

Bege é muito chique.
aminekobege

Agora estou fazendo outro azul e um vermelho, que estou louca para ver pronto para fotografar antes de despachá-lo (ele vai para Londres!). Quer um também? É só clicar aqui e encomendar. A diversão é garantida.

Meu novo amor: Amineko

Pesquisando sobre a tag #crochet no Instagram sempre encontrava fotos de pessoas fazendo seu Amineko. Fiquei curiosa e fui pesquisar sobre o amigurumi. A receita é japonesa e já foi traduzida para inglês e português. Não sou amiga de receitas, não entendo aqueles símbolos (sou mais visual – vejo e tento fazer parecido), mas como era só de pontos baixos resolvi tentar e nasceu esse rapaz aqui embaixo.

amineko

Como ele tem o corpo molengo, faz várias poses e adora tirar fotos. Essa foi a primeira foto com a Koki:

amineko1

Depois Amineko caiu na vida, só queria saber de sair de casa. Foi para a academia…

aminekocurves

 

Saiu para um almocinho light…

aminekoalmoco

 

…  e passou na loja das amigas no Moinhos.

aminekoboho

Mas sempre volta para casa, afinal tem que ajudar na loja da Koki.

aminekojob

 

À noite Amineko e Koki assistem o Big Brother bem juntinhos:

aminekobbb

 

E depois é hora de dar boa noite e dormir.

aminekodorme

 

Enfim, ter um Amineko é brincar de boneca novamente, só que agora a gente brinca e mostra para os outros no Instagram (@raquelmedeiros2012) e Facebook (perfil raquelmedeiros.moda e página kokicroche), onde o gato já é bem conhecido.

Opa, já estava esquecendo da viagem de férias no feriado de Carnaval! Koki e Amineko foram para Porto de Galinhas, em Pernambuco, curtir um sol. Se você clicar aqui vai ver o álbum de férias com todas as fotos do gato e sua japa.

aminekopraia

Bom, tem mais assunto sobre o Amineko, mas vou deixar para outro post porque este já está bem grandinho.

Árabes, japonesas e libanesas: o mundo do crochê no Instagram

Adoro o Instagram e uso muito para divulgar as fotos da Koki. Meu perfil é @raquelmedeiros2012 (é público, qualquer um pode seguir) e sempre que fotografo produtos da japa coloco a hashtag #croche e aparece aqui ao lado do blog.

Mas uma das coisas mais legais do Instagram não é publicar fotos dos produtos e divulgar a Koki. É saber que o crochê é paixão de muita gente ao redor do mundo e interagir com essas pessoas, que moram em locais como Japão, Líbano, Tailândia e outros países que estão bem longe do nosso. Quase todos os dias pesquiso a hashtag #crochet e curto fotos de peças em crochê bem interessantes. Se a pessoa tem muitas fotos sobre crochê, sigo o perfil também. A consequência disso é que essas crocheteiras vão ver quem curtiu suas fotos e curtem também as minhas fotos. Quando posto alguma foto no final da noite, logo depois as pessoas que moram no Brasil curtem a foto. Mas quando acordo vejo as curtidas do resto do mundo, que vão chegando durante a madrugada.

Através do Instagram descobri que existem mais pessoas apaixonadas por crochê e isso é mágico.

Para verem como é legal, fiz agora uma busca no Statigram (o Instagram não permite pesquisa no computador, só no smartphone) com a hashtag #crochet e vejam que interessante o resultado:

E você, curte o Instagram também?

Monstros fofos servem de inspiração

A marca inglesa Mulberry, que ficou conhecida pelas bolsas batizadas pela it girl Alexa Chung, sempre traz um toque lúdico em duas campanhas. No último verão, as modelos foram fotografadas em um cenário com sorvetes gigantes.

E agora a inspiração da última campanha de inverno é “Onde vivem os monstros”. A modelo Lindsey Wixson foi fotografada por Tim Walker na floresta Blackheart, em Inglaterra, acompanhada pelo próprio monstro da história.

 

 

 

 

Fiquei com vontade de abraçar o monstro…