Hello, my name is Texas

Texas é um gato de crochê que foi criado para ser o mascote da escola de inglês Treetalk (www.treetalk.com.br). Ele foi inspirado no Texas verdadeiro, o gato caramelo do Mike JR, criador da Treetalk.

cat1 cat3
Se você acessar a página da Treetalk no Facebook (facebook.com/TreeTalkEnglish) poderá ver fotos do Texas real e de seu clone, que ajuda nas aulas de inglês.

texasok2
tex2

tex3

tex5
Quer fazer um mascote para você ou sua empresa? É só enviar um e-mail para contato@koki.com.br e explicar o que precisa.

Gato trabalhador

Uma amiga de infância estava de aniversário e eu precisava criar fazer algo diferente e criativo para presenteá-la. Ela tem uma cafeteria e estava precisando de um ajudante. Com esse “briefing” fiz um Amineko enorme, marrom (cor do café) e com avental e touquinha para trabalhar com a dona no café. Afinal, uniforme é fundamental. A amiga adorou o presente, mas não quis levar o gato para o café com medo que ele fosse sequestrado. Hoje, Felix, como foi batizado, mora no quarto da patroa, ao lado da cama.

felixok

Grumpy Cat em crochê

2b8

Grumpy cat é uma gata mal humorada que faz muito sucesso na internet com sua cara amarrada e frases de poucos amigos. Outro dia, em uma das minhas pesquisas encontrei uma versão da Grumpy em crochê e resolvi buscar mais informações sobre a gata. Descobri que ela não tem uma raça definida e nem faz uso de Photoshop para ficar com aquela cara. Além do rostinho emburrado, ela é mais curta e gordinha que a maioria dos gatos. Depois de toda a pesquisa, comecei a criar a minha Grumpy Cat, que ficou assim:

grumpycatokA Grumpy Cat da Koki está à venda aqui.

 

A gatinha japonesa que é sucesso na web

gatinha

Uma história fofa que inclui uma gatinha e suas roupas de crochê:

Gatinha fica famosa na web após usar roupa de crochê para tratar lesão
por ÉRIKA KOKAY

Com uma história comovente, a gatinha Wasabi-chan é a sensação do momento na internet japonesa. Ficou conhecida no Twitter e no Instagram, depois que seu novo dono passou a publicar fotos das roupas fofas – porém um tanto desconfortáveis – do animal. Não, não é maldade. Há uma razão muito justificável por trás da vestimenta.
Eis a história: no último dia 2 de junho, a gata sobreviveu a um ataque de corvo. Foi resgatada logo depois por um homem que passava no local e levada a um hospital veterinário. Como as lesões incluíam uma fratura na mandíbula superior e a língua rasgada, foi necessário o uso de um cateter para a alimentação. Wasabi-chan, é claro, mexia no tubo o tempo todo.

Para impedir que ela tirasse o cateter de alimentação de sua boca, o novo “papai” passou a vestir a gatinha com roupas de crochê que limitavam seus movimentos. A estratégia não só deixou o bichinho incrivelmente fofo, como o ajudou a receber a nutrição necessária para se curar direitinho. O que é aquela roupinha de cogumelo, hein?
O salvador e novo dono de Wasabi-Chan tem documentado seu processo de recuperação no perfil @jessiepon do Twitter, onde já tem mais de 65 mil seguidores, e no @shimejiwasabi do Instagram, com mais de 15 mil fãs. Hoje, a gatinha passa muito bem.

Porque a gente ama gatos

Não tenho gatos. Apesar de achar um dos bichos mais lindos que conheço, minha história é com aves. Primeiro uma caturrita chamada Cocó e depois uma turma de calopsitas cuja única sobrevivente se chama Lola.  Voltando aos gatos, sempre gostei dos bichanos, um sinal disso é o Amineko, meu gato de crochê. Também já fui dinda de um gato, o Tião Bento, nome de um personagem do Francisco Cuoco em uma novela que não lembro o nome (notem como já estou ficando velha).

Já recebi pedidos de gente que quer fazer toucas para gatos e cachorros, mas como não tenho o bicho para medir e testar, acabo não aceitando os pedidos. Mas agora achei uma pessoa que faz toucas para gatos, a Fabi! Abaixo estão algumas touquinhas, que ela vende na loja Gateira Criativa. Clique aqui para acessar a loja: http://www.elo7.com.br/gateiracriativa/

gatinhosEssa touca/viseira é o máximo!