Embalagem reciclada e fashion

Nos tempos de Craft Shop as embalagens já eram feitas de revistas, mas eram consturadas como se fossem de tecido. Com medo de destruir Linda, minha máquina de costura, para a Koki decidi manter a embalagem feita de editoriais de revistas Vogue (a que tem o melhor papel, mais resistente e brilhoso), mas resolvi substituir a costura por fita dupla face. Além disso, agora os pacotinhos reciclados recebem acabamento com uma tesoura de picote. Quem é de Porto Alegre recebe suas compras já na embalagem de presente, que faz o maior sucesso. Só não envio pelo correio porque chegam amassadas, daí não vale a pena. Vocês sabem que mesmo sendo de revistas antigas, muita gente tem pena de rasgar o papel para abrir?!

Fofo do dia!

Koki ama vampiros, principalmente Edward. Anda pensando até em fazer um porta-retrato móvel igual a este.

O conto da boneca de crochê

Encontrei em um dos blogs da revista Manequim este conto, que achei ótemo:

Um homem e uma mulher estavam casados por mais de 60 anos. Eles tinham compartilhado tudo um com o outro. Eles tinham conversado sobre tudo. Eles não tinham segredo entre eles afora uma caixa de sapato que a mulher guardava em cima de um armário e tinha avisado ao marido que nunca abrisse aquela caixa e nem perguntasse o que havia nela. Assim por todos aqueles anos ele nunca nem pensou sobre o que estaria naquela caixa de sapato.
Mas um dia a velhinha ficou muito doente e o médico falou que ela não sobreviveria. Visto isso o velhinho tirou a caixa de cima do armário e a levou pra perto da cama da mulher. Ela concordou que era a hora dele saber o que havia naquela caixa. Quando ele abriu a tal caixa, viu 2 bonecas de crochê e um pacote de dinheiro que totalizava 95 mil dólares.
Ele perguntou a ela o que aquilo significava, ela explicou;
– Quando nós nos casamos minha avó me disse que o segredo de um casamento feliz é nunca argumentar e brigar por nada. E se alguma vez eu ficasse com raiva de você que eu ficasse quieta e fizesse uma boneca de crochê.
O velhinho ficou tão emocionado que teve que conter as lágrimas enquanto pensava ‘Somente 2 bonecas preciosas estavam na caixa. Ela ficou com raiva de mim somente 2 vezes por todos esses anos de vida e amor.’
– Querida!!! – ele falou – Você me explicou sobre as bonecas, mas e esse dinheiro todo de onde veio?
– Ah!!! – ela disse – Esse é o dinheiro que eu fiz com a venda das bonecas.

Ainda bem que sei fazer crochê!! Ah, essa boneca da foto fiz há algum tempo (anos) e ela é uma japonesa sem olhos puxados. Ela não está mais comig, mas não me lembro quem ganhou o mimo de presente.

Quer uma boneca de crochê? Temos kokeshis aqui!

Marcando páginas no maior estilo

Sabe aqueles marcadores de livros feitos de papel? Estão totalmente fora de moda, afinal sua vida útil muitas vezes vai só até o fim da leitura do livro. O jeito foi criar marcadores fofos, de crochê com elástico, para deixar a leitura mais divertida, além de ser uma ótima opção de presente. Clique aqui para ver todas as opcões de cores.

Para quem adora Twitter…

… a Koki criou um chaveiro e um penduricalho de pen drive (pode ser usado no celular também) em formato de amigurumi, que é uma arte japonesa que reproduz animais e objetos em crochê. Olha só que fofos!

Para comprar é só acessar a loja virtual (http://loja.koki.com.br) ou clicar no botão comprar que está abaixo de cada imagem. O chaveiro custa 35 e o acessório para pen drive é 20. Para compras acima de 50 reais a entrega em Porto Alegre é de graça (clique aqui para ver os bairros e como funciona).

O jardim fantástico de Koki

Comecei fazendo cactus de crochê, todos em vasinhos pequenos (inclusie alguns mini). Até que fui repor o estoque de vasinho e encontrei um vaso beeeem grande. Logo pensei que deveria criar uma flor, mas não uma qualquer. Queria que fosse grande, vistosa e diferente. E assim nasceram as flores do Jardim Fantástico de Koki.

Gostou? Clique aqui para acessar a loja virtual da Koki.